Copa e Olimpíadas vão valorizar bairros do Rio em 50%

Fonte: Extra, 13 de junho de 2010

 A Copa do Mundo na África do Sul mal começou e já se pensa — e muito — no Mundial de 2014, no Brasil. O esporte mais popular do planeta vai provocar uma goleada de investimentos no Rio e gerar uma forte movimentação no mercado imobiliário. O cenário fica ainda mais animador quando somado às Olimpíadas de 2016. No rastro dessa previsão tão positiva, a valorização dos imóveis como um todo — mas especialmente nos entornos do Maracanã; do Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande; do Engenhão e da Avenida Abelardo Bueno, na Barra — já se apresenta. O mercado espera que o metro quadrado nessas regiões tenha um ganho real (descontada a inflação) de 50% até 2016.

Os percentuais registrados no Pan servem de base mínima. A valorização, segundo Alexandre Fonseca, da Basimóvel, será bem maior com a Copa e as Olimpíadas. Em 2007, o valor cobrado pelo metro quadrado no Méier, por exemplo, subiu 34% após a construção do Estádio João Havelange, o Engenhão, na Zona Norte.

— Junto com os centros esportivos vem também a melhoria da infraestrutura local. Qualquer benefício urbano naturalmente gera uma valorização — afirma Rogério Chor, presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi).

Outro ponto da cidade que ganhou notoriedade após a escolha do Rio para sediar os eventos esportivos foi a Avenida Abelardo Bueno, na Barra, onde estão o Velódromo, o Parque Aquático Maria Lenk e a Arena HSBC, todos construídos para o Pan. Além disso, a avenida fica próxima ao Riocentro, que também receberá competições dos Jogos Olímpicos de 2016. Segundo a Patrimóvel, nos últimos cinco anos, o metro quadrado da região teve uma valorização de 70%.

— No fim de semana após o anúncio do Rio como sede das Olimpíadas, aumentou muito a procura por imóveis na Avenida Abelardo Bueno. Em oito meses vendemos 200 unidades — conta Rafael Cardoso, diretor regional da Rossi, que apostou na região, com 800 imóveis lançados desde 2008.

Tijuca e São Cristóvão serão os maiores beneficiados com a revitalização do Maracanã

As obras de revitalização do Estádio Mário Filho, o Maracanã, para a Copa de 2014, orçadas em R$ 600 milhões, trarão melhorias significativas para Tijuca, São Cristóvão, Benfica e Vila Isabel. No fim do mês passado, a Fifa aprovou o projeto apresentado pela comissão brasileira para as obras no Maracanã, que ainda pode sofrer alterações. Além das obras no estádio, o que mais chamou a atenção foram as intervenções na área externa.

Com uma passarela ligando a Tijuca a São Cristóvão, esses dois bairros serão os mais favorecidos. A ampliação das rodovias ao redor do estádio e a construção de estacionamentos para carros e ônibus próximo à Quinta da Boa Vista vão melhorar o trânsito de toda a região, beneficiando bairros como Benfica e Vila Isabel.

— Obras de infraestrutura são uma ótima herança, mas o espaço para comércio e bares ao redor do Maracanã também traz benefícios para a região — afirma Rogério Chor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *